23/09/2016

Basta olhar para o mapa”: cartografia e história ambiental nas disputas pelo rio São Francisco em meados do século XIX


Basta olhar para o mapa”: cartografia e história ambiental nas disputas pelo rio São Francisco em meados do século XIX

Gabriel Pereira Oliveira

Resumo

Expressão do modo como certos grupos sociais compreendem e se situam no ambiente, os mapas são peças-chave às interações entre seres humanos e natureza. Longe de constituir espelhos neutros de determinada área ou de ocorrer apenas em função de interesses sociais, a atividade de mapear constrói e reproduz ideias acerca do ambiente ao mesmo tempo que expressa e se faz de acordo com aspectos do meio físico. Este artigo analisa as relações entre sociedade, natureza e cartografia com base nas disputas pelo controle do rio São Francisco, no Brasil, durante o século XIX. Nesse conflito por um curso d’água cheio de peculiaridades e em que os mapas foram recurso crucial, a aproximação dos campos da história ambiental e da história da cartografia possibilita pensar a documentação cartográfica como fonte valiosa à compreensão das tramas entre rio e seres humanos, meio ambiente e poder.

Texto completo:
PDF


Posts Relacionados Plugin for WordPress, Blogger...

Públicidade


 "Na idade média, o homem reza antes de sair de casa, hoje ele lê o jornal"   O último discurso de Martin Luther King,   Inauguração do Metrô de Mescou, 1935 
Diferencia entre los mayas y aztecas O Tráfico de escravos do Atlântico em 2 minutos. A Serpente emplumada, a história de Quetzalcoatl

Mais Vídeos AcervoPlay