30/11/2016

Artigo - O ÍNDIO COMO METÁFORA: POLÍTICA, MODERNISMO E HISTORIOGRAFIA NA AMAZÔNIA NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX

...

O ÍNDIO COMO METÁFORA:

POLÍTICA, MODERNISMO E HISTORIOGRAFIA NA AMAZÔNIA NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX

ALDRIN MOURA DE FIGUEIREDO*

RESUMO
O artigo procura analisar a constituição de uma política indigenista na Amazônia dos anos 20. Tomando como ponto de partida algumas notícias veiculadas na imprensa da época, este trabalho pretende discutir a manipulação das imagens sobre os índios, especialmente aquelas relativas aos Urubu-Kaapor e aos Tembé que, na época estavam em processo de pacificação. Por trás dessas simples notícias estavam as polêmicas sobre o destino dos índios da região, principalmente nos debates entre o etnólogo alemão Curt Nimuendaju e o intelectual paraense Jorge Hurley e que, no fundo, ampliavam-se para uma reflexão política e uma operação historiográfica sobre identidade nacional e o futuro da formação social brasileira.

Link - http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/viewFile/6543/4742

 "Na idade média, o homem reza antes de sair de casa, hoje ele lê o jornal"   O último discurso de Martin Luther King,   Inauguração do Metrô de Mescou, 1935 
 José William Vesentini esclarece os principais conceitos de Geografia.  Plebe Rude - Até Quando Esperar (Ao Vivo , 1986) Eduardo Sergio de Almeida, presidente do (TRT) da Paraíba

Mais Vídeos AcervoPlay

Públicidade