24/04/2017

Tese - Moçambique, Identidade, Colonialismo e Libertação


[TESE: MOÇAMBIQUE, IDENTIDADE, COLONIALISMO E LIBERTAÇÃO]
Por José Luis de Oliveira Cabaço
Orientador Porf. Dr. Kabengele Munanga










"A presente tese define-se como uma reflexão acerca das políticas de identidade promovidas pelo estado colonial português e pela Frente de Libertação de Moçambique, com ênfase nos cem anos que antecederam a independência, proclamada em junho de 1975. Procurando uma perspectiva multidisciplinar, a análise é orientada por conceitos que procuram destacar fatores determinantes da concepção de dualismo inerente à situação colonial.
A abordagem das várias estratégias culturais a que recorreu a metrópole para sustentar sua "vocação" imperial constitui um dado significativo do trabalho que procurou compreender algumas particularidades do projeto lusitano, com a preocupação de enquadrá-lo num processo mais amplo que não poderia desconsiderar os passos da História no ocidente.
Partindo do estudo das duas concepções de assimilação e sua continuidade no luso-tropicalismo (e sua instrumentalização pelo Estado Novo português), a análise focaliza a gênese do nacionalismo e a nova dinâmica que a tática de guerrilha, implementada pela luta de libertação nacional, introduz no território de Moçambique. No que se refere à política de identidade nacional proposta pela FRELIMO, foi privilegiada pela pesquisa a dialéctica que ela estabelece com as sociedades tradicionais."

Allhan William de Oliveira

Divulgação: Afroindígena - Material Educacional



*****
Ajude a manter este trabalho - Faça uma doação de qualquer valor para :

Professor - Charles  Engels C. Moraes 

Banco do Brasil - Agência 1846-5 Conta 43.731-x
******





Receba nossas postagens diretamente no seu celular. Basta enviar uma mensagem pelo WhatsApp com seu nome para - 55 91 981827693, e pronto.  

*****

----Entre em nossas redes sociais----
*****

Posts Relacionados Plugin for WordPress, Blogger...