18/08/2016

Cultura escrita e circulação de impressos no Oitocentos

Com panfletos, periódicos, jornais e livros, palavra impressa ganhou as ruas no Brasil oitocentista, possibilitando a expansão de projetos políticos, literários e culturais

16/08/2016

Editora Unesp, CULTURA ACADÊMICA, libera livros para download gratuito


CULTURA ACADÊMICA é o segundo selo da Fundação Editora da UNESP, cujo selo central é o EDITORA UNESP, que existe desde 1987 e tornou-se marca já consagrada com um catálogo que a caracteriza como editora universitária de destaque junto ao leitor brasileiro e ibero-americano. 

História Oral na Era Digital



v. 19, n. 1 (2016)

História Oral na Era Digital

Documentos emitidos na Bahia entre 1664 a 1889 poderão ser acessados online


Documentos emitidos na Bahia entre 1664 a 1889 poderão ser acessados online

Um projeto financiado pela Biblioteca Britânica vai digitalizar o material, que representa 1% do acervo do Arquivo Público

Link - http://www.correio24horas.com.br/detalhe/salvador/noticia/mais-de-400-mil-documentos-de-1664-a-1889-poderao-ser-acessados-online/?cHash=cf40b0d56425df8fc6203ed098045531


Documentação ultramarina portuguesa


Documentação ultramarina portuguesa em cinco volumes

Link para acesso - http://purl.pt/26870/4/



15/08/2016

Documentário - Amazônia - Heranças de uma Utopia (2005)

Amazônia - Heranças de uma Utopia (2005) 

O documentário aborda as diversas tentativas de colonização da Amazônia brasileira durante o século XX.

O Pará em festa: Política e cultura nas comemorações do Sesquicentenário da Adesão (1973)


O Pará em festa: Política e cultura nas comemorações do Sesquicentenário da Adesão (1973)

KAROL GILLET SOARES AS FORMAS DE MORAR NA BELÉM DA BELLE-ÉPOQUE (1870-1910)

KAROL GILLET SOARES AS FORMAS DE MORAR NA BELÉM DA BELLE-ÉPOQUE (1870-1910)



 RESUMO

Em meados do século XIX, a capital do Pará começava a sentir as primeiras transformações urbanas decorrentes da riqueza da borracha. A partir do período de expansão da economia gomífera em 1870, esta conjuntura permitiu as intervenções e melhorias seguidas pelos ideais de modernidade, progresso e civilização, introduzidos pelo Poder Público na construção de uma Belém moderna, período que se estende até o final do ciclo, aproximadamente em 1910. Ao evocar-se a arquitetura do período a ser trabalhado, no senso comum, trata-se de se evidenciar o grande legado do ciclo da borracha, espelhada num processo ambientado em riquezas e oportunidades em que as casas passaram a ser onstruídas com uma arquitetura importada européia, tornando-se o próprio símbolo dessa modernidade. Mas, também, foram construídas casas que ameaçavam o projeto de modernização urbana criada para a nova Belém, e, por isso, tornou-se necessário a criação de algumas regras e medidas que impedissem ou retirassem as casas não-condizentes do núcleo central, forçando esses moradores a construir em áreas mais periféricas de Belém. Assim, podemos perceber que esta nova conjuntura permitiu a construção de novas e diferentes formas de morar, onde os recursos do morador seriam mais evidentes no partido arquitetônico de suas casas - das casas burguesas a populares. E entre esses dois extremos, encontravam-se as diversas formas de morar na Belém da belle-époque. Por este motivo, a casa torna-se um documento importante pelo qual poderemos compreender a influência de todos os fatores externos (econômicos, sociais, técnicos, culturais, políticas públicas, artísticos, espaciais, entre outros) em sua construção. O grande desafio, portanto, desta dissertação, é revelar a diversidade habitacional construída nas diferentes formas de morar durante o período em questão. Palavras-chave: casa; belle-époque; Belém. Receba nossas postagens diretamente no seu celular. Basta enviar uma mensagem pelo WhatsApp com seu nome para - 91 981827693, e pronto. Serviço Totalmente gratuito.

 Link - http://pphist.propesp.ufpa.br/ARQUIVOS/dissertacoes/Ms%202006%20KAROL%20GILLET%20SOARES


Mulheres só começaram a ter acesso aos esportes nos anos 30



Teses: Migrantes Cearences no Pará: faces da sobrevivencia ( 1989 - 1916 )


Receba nossas postagens diretamente no seu celular. Basta enviar uma mensagem pelo WhatsApp com seu nome para - 55 91 981827693, e pronto. 


Yo Sí Puedo: documentário sobre como a Bolívia se tornou um país livre do analfabetismo

Yo Sí Puedo: documentário sobre como a Bolívia se tornou um país livre do analfabetismo

Texto em Imagens - Eric Hobsbawn


Posts Relacionados Plugin for WordPress, Blogger...